PT   EN







Apoios

 


GT1 GT2 GT3 GT4 GT5 GT6 GT7 GT8 GT9 GT10 GT11

GT4.
Inventariação, recolha e informação sobre argamassas e revestimentos

Coordenação Engª Rosário Veiga

Introdução Argamassas
caracterizadas
Argamassas
em estudo
Métodos de
ensaio para argamassas

As argamassas são parte integrante dos edifícios desde sempre, desempenhando funções diversas e importantes: estruturais (de assentamento de alvenarias estruturais), de revestimento, de assentamento de azulejos, estéticas e decorativas. Têm por isso um papel significativo na identidade e na durabilidade do Património Histórico.

O conhecimento aprofundado das argamassas existentes, da sua composição, das suas características físicas e mecânicas e do seu estado de conservação, é de grande importância para o registo histórico, mas é também uma etapa fundamental do processo de conservação. Esse conhecimento é imprescindível para delinear uma estratégia de conservação e, eventualmente, de reparação e consolidação, e para definir produtos de reparação e de proteção compatíveis e adequados.

As argamassas antigas, feitas em obra, artesanalmente, são sempre diferentes entre si: não seguem receitas fixas, são executadas com materiais locais variáveis de obra para obra e também dependem muito dos fatores humanos relacionados com a execução e a aplicação. Portanto, para bem intervir num edifício antigo é sempre necessário fazer o estudo das suas argamassas, caso a caso.

Trata-se, no entanto, de uma tarefa morosa e cara, porque as análises necessárias são trabalhosas e exigem equipamento específico. Assim, o conhecimento de argamassas do mesmo tipo pode ajudar a aligeirar esse esforço dando uma primeira base sobre o que é expectável encontrar.

A sistematização e disponibilização ao público dos resultados obtidos na observação e análise de argamassas antigas, de vários tipos de edifícios, várias épocas e vários locais, através da base de dados em construção, será, portanto, uma ferramenta valiosa.

Argamassas de interior da Igreja de Santíssimo Sacramento antes da intervenção de renovação.

  

Estratigrafia in situ das argamassas.